Fusões e Aquisições no Brasil - Abril/2017

 

Até abril foram anunciadas 198 transações, redução de 2% em relação ao mesmo período do ano de 2016

 

O mês de abril de 2017 consolidou com 48 transações anunciadas, tendo uma redução de 13% quando comparado ao mesmo período de 2016 (55 transações). O período consolidado de 2017, com 198 negociações, esteve 22% abaixo da média de 254 transações nos anos de 2010 a 2015, e 2% abaixo do ano de 2016. O mês de abril retrata uma possível volta ao cenário de cautela sobre o mercado brasileiro.

O ano de 2017 pode marcar uma possível volta em questão de volume de transações do período de 2006 a 2009, caso continue com o mesmo ritmo de cautela que foi o ano de 2016.

 

Comparativo de transações em abril (2002 a 2017)

 

Transações anunciadas por mês (2010 a 2017)

 

 

Região Sudeste

No ano de 2017, a região Sudeste representa 70% dos negócios anunciados (139 transações). No mesmo período de 2016 foram registradas 129 transações.  

No mês de abril foram anunciadas 31 transações no Sudeste, redução de 11% em comparação ao mesmo período do ano passado (abril 2016 - 35 transações)

O estado de São Paulo lidera com 55% das transações concretizadas no período de abril, representado por 108 transações (2016 - 100 transações). Sendo 90 negociações em São Paulo Capital e 18 transações em regiões no interior de São Paulo.

Na região Sul, foram efetuadas 26 negociações, 13% inferior ao mesmo período de 2016 (30 transações).

Transações fora do Brasil representam 6% do total de transações concluídas em 2017, com 12 negócios (2016 - 18 transações).

 

TI representa 21% das transações

41 Transações, crescimento de 17% em relação a 2016

(35 transações)

21% do total transacionado

25 Transações, crescimento de 9% em relação a 2016

(23 transações)

13% do total transacionado

15 Transações, crescimento de 275% em relação a 2016

(4 transações)

8% do total transacionado

 

Exemplos de transações - Top 5 - anual

  • A Viasoft realizou a aquisição da JetPDV, empresa também do segmento de softwares;
  • O fundo de investimento CVentures realizou um aporte na empresa DT+Seekr, sem valores anunciados.
  • As empresas do setor de serviços com soluções globais em meio ambiente EcoAdvisor e a Lisam Systems SA realizaram uma fusão;
  • O grupo Imaginarium realizou a compra da empresa MinD Designs, sem valores anunciados.

 

  • O grupo chinês HNA realizou a compra de participação minoritária do Aeroporto Internacional Tom Jobim/RIOGaleão;
  • O grupo alemão Fraport AG realizou a aquisição do Aeroporto Internacional Pinto Martins, em Fortaleza, pelo valor de R$ 425 milhões.
  • A Lone Star Funds, empresa norte-americana de gestão de fundos de investimento realizou a aquisição da Apoema Capital Partners;
  • A Advent International realizou uma compra minoritária na corretora de valores EasyInvest, pelo valor de R$ 200 milhões.
  • A Lyon Capital, por meio de seu veículo de investimento Lyondel, realizou a aquisição de 94,49% do capital da rede de drogarias Brasil Pharma;
  • O laboratório União Química realizou a aquisição da fábrica Zoetis, antiga Pfizer Saúde Animal, em Guarulhos, sem valores anunciados.

 

 

Exemplos de transações - Top 5 - abril 2017 

  • A SuporTI, empresa especialista em serviços gerenciados de TI, realizou a aquisição da Enlight Consulting, especializada na implantação e suporte de Netsuite, primeiro ERP em nuvem.
  • As agências de advocacia Mattos Engelberg e Lavinas Marinho Buzanelli Donati anunciaram uma fusão de suas operações.
  • A China Communications Construtuction Company (CCCC) realizou a aquisição de um novo projeto de investimento para ter 51% do novo porto em São Luís (MA), sem valores anunciados.
  • A Itaúsa, braço de investimentos industriais do Itaú Unibanco realizou a compra de uma fatia de 7,65% da Nova Transportadora do Sudeste (NTS), pelo valor de USD 292,3 milhões.
  • A Atlas Copco, fornecedora de soluções de produtividade sustentável, realizou a aquisição da Pressure Compressores, fabricante brasileira de compressores de pistão e equipamentos relacionados.

 

Investidores nacionais posicionam-se à frente nos investimentos realizados no Brasil, com 55% de participação nas negociações 

 

Com 55% de participação nas transações anunciadas até o mês de abril de 2017, os investimentos de origem nacional estão à frente dos investimentos de origem estrangeira com um total de 100 negociações (crescimento de 2% quando comparado ao mesmo período de 2016 - 98 transações).

Com 82 transações realizadas até abril de 2017, os investidores estrangeiros tiveram uma redução nas participações de 11% em relação ao mesmo período de 2016 (92 negociações).

 

Até abril foram anunciadas 72 compras de participação minoritária, volume 13% superior ao mesmo período de 2016. Aquisições de controle continuam sendo a modalidade com maior volume de negociações.

 

Perfil de Transação Total Variação % 2016-2017
  2017 2016  
Aquisições 110 126 -13%
Compras 72 64 13%
Joint Ventures 2 5 -60%
Fusão 11 5 120%
Incorporação 3 2 50%
Cisão 0 1 -

 

Evolução das modalidades no mês de abril (2002 a 2017)

 

Nota: Transações divulgadas na imprensa. Não inclui acordos.

 

Estados Unidos, França e Alemanha foram responsáveis por 49% do total de transações envolvendo capital estrangeiro até o mês de abril 

Até o período de abril foram anunciadas 82 transações envolvendo capital estrangeiro, redução de 15% em comparação ao mesmo período do ano anterior (2016 - 97 transações).

No mês de abril foram anunciados 20 transações realizadas por capital estrangeiro, redução de 33% em comparação ao mesmo período de 2016 (30 transações).

  • EUA: com 33% do total das transações - 27 negociações, redução de 13% comparado ao ano anterior (2016 - 31 transações);
  • França: com 10% do total - 8 transações (2016 - 6 transações);
  • Alemanha: com 5% do total - 5 transações (2016 - 6 transações).

Top Investidores estrangeiros de 2017 e 2016 (até abril)

EUA, França e Alemanha: 49% de interesse em ativos brasileiros do total de transações estrangeiras

Nota: Não inclui acordos. Fonte: PwC.

Investidores estrangeiros - abril 2017 x 2016

A norte-americana manufatureira de peças e componentes hidráulicos HydraForce realizou a aquisição da Hydraulic Designers, especializada em blocos manifolds e válvulas.  

A francesa AccoHotels realizou a aquisição de portfólio de gestão de 26 hotéis anteriormente da BHG (Brasil Hospitality Group), pelo valor de R$ 200 milhões.

A multinacional alemã Melitta, especializada em café, realizou a aquisição do Café Barão, sediada em Minas Gerais, sem valores anunciados.

Private Equity

No período acumulado até o mês de abril de 2017, os investidores financeiros estiveram presentes em 51 transações, crescimento de 59% quando comparado ao mesmo período do ano passado (2016 - 32 transações). Sendo 55% investidores nacionais (28 transações) e 45% investidores estrangeiros (23 transações) em 2017.

No mês de abril de 2017, os investidores financeiros estiveram presentes em 11 transações, crescimento de 57% quando comparado ao mesmo período do ano passado (2016 - 7 transações), sendo 64% investidores nacionais (7 transações) e 36% de investidores estrangeiros (4 transações) em 2017.

Das 7 transações anunciadas em abril de 2016, 29% foi composto por investidores nacionais e 71% por investidores estrangeiros.

Nota: Transações divulgadas na imprensa. Não inclui acordos.

Transações selecionadas  - abril 2017

  • A multinacional ABS do setor de genética bovina, serviços de reprodução e tecnologia de inseminação artificial realizou a compra minoritária de 49% da empresa de biotecnologia In Vitro Brasil, pelo valor de R$ 45 milhões;
  • A empresa suíça de cabeamentos R&M realizou a aquisição da empresa brasileira Peltier Comércio e Indústria (PETCOM), sediada em Minas Gerais, especializada em produção e soluções de fibra ótica, sem valores anunciados;
  • A empresa norte-americana Hail & Cotton International Group realizou a aquisição na brasileira CTA - Continental Tobaccos Allianse, adquirindo uma participação significativa na empresa;
  • A gestora de fundos de investimentos Trivella Investimentos, por meio de um fundo controlado, Cypress M3 FIP, realizou um aporte no valor de R$ 3,2 milhões na companhia brasileira voltada a audiolivros, Ubook;
  • A ArcelorMittal realizou a aquisição de 55% da unidade de Sumaré, no interior paulista da empresa belga, Bekaert, pelo valor de R$ 185 milhões;
  • A gestora de fundos de investimento Bzplan realizou um aporte no valor de R$ 3 milhões na empresa MobLee, com soluções para organizadores criarem apps para cada evento com objetivo de passar informações para os participantes.
  • O grupo Pneustore realizou a aquisição do site de comércio eletrônico voltado a autopeças Itaro, sem valores anunciados;
  • A Ativos SA, empresa controlada pelo Banco do Brasil, realizou a incorporação de um total de R$ 4 bilhões de um portfólio de carteira de crédito vencidas pelo Banco Bradesco, sem valores ou detalhes sobre a compra;
  • A empresa do setor imobiliário BR Properties realizou a compra de 17% do Centro Empresarial Espaço Gaia, pelo valor de R$ 49,4 milhões;
  • A empresa imobiliária global israelense Gazit-Globe realizou a compra de 30% de participação restantes do Extra Itaim, localizado em São Paulo, pelo valor de R$ 94 milhões;
  • A Viacom International Media Networks, divisão da Viacom Inc, realizou a aquisição da produtora e distribuidora de conteúdo de comédia brasileira, Porta dos Fundos;
  • A mineradora australiana Beadell Resources realizou aquisição da empresa brasileira MVR (Mineração Vale dos Reis), sediada em Belém do Pará, pelo valor total de USD 1,8 milhão;A Vector Capital, investidora na área de tecnologia realizou a aquisição de 75% da plataforma de E-mail/Cross-Channel Marketing (CCM) da Serasa, sem valores anunciados.

Transações selecionadas  - janeiro a março 2017

  • O laboratório São Marcos realizou a aquisição do laboratório do setor de medicina diagnóstica e preventiva, Elcordis, sem valores anunciados;
  • A elétrica brasileira Eneva realizou a compra minoritária de 35% de duas concessões para exploração de petróleo e gás natural em terra em regiões do Nordeste do Brasil, sem valores anunciados;
  • O grupo britânico de refrigerantes Britvic realizou a aquisição da fabricante brasileira de sucos Bela Ischia Alimentos, sediada em Minas Gerais, pelo valor de R$ 218 milhões;
  • A gestora de fundos de investimentos SP Ventures realizou um aporte na empresa Horus Aeronaves, especializada em drones, pelo valor de R$ 3 milhões;
  • O grupo italiano Luxottica, dona de marcas como Ray-ban e Oakley realizou a aquisição da rede brasileira Óticas Carol, do mercado brasileiro de óculos, pelo valor de 110 milhões de euros;
  • A BM&F Bovespa realizou a compra minoritária de 8,59% na Bolsa de Valores de Lima (BVL), pelo valor de R$ 49 milhões;As empresas brasileiras Direct Talk e Seekr especializadas em soluções para gestão de monitoramento de marcas nas mídias sociais realizaram uma fusão.
  • A empresa chinesa Shenzhen Center Power realizou a aquisição da companhia brasileira Unicoba Baterias, adquirindo 59,2% da empresa pelo valor de 320 milhões de yuan, aproximadamente USD 46,4 milhões;
  • A empresa de distribuidora de livros Bookpartners realizou a aquisição da empresa também brasileira do mesmo segmento de distribuição de livros, SuperPedidos;
  • As gestoras de fundos de investimento Monashees Capital e Canary realizaram um aporte na startup IDwall, especializada em soluções anti-fraude e evitar documentação falsa utilizada em cadastro e abertura de contas, pelo valor de R$ 2 milhões;
  • A empresa japonesa JTB realizou uma compra aumentando a participação no capital da agência de viagens corporativas Alatur JTB, indo de 47% para uma participação majoritária de 70%;
  • O grupo RCO focado em soluções e qualidade em eficiência para processos industriais realizou a aquisição da fabricante de autobetoneiras e gruas de médio porte SITI (Sociedade de Instalações Termoelétricas Industriais);
  • A empresa Magnesita Refratários anunciou um programa de recompra de ações, adquirindo um total de até 2.629.998 ações ordinárias em circulação no mercado, representando 10% de suas ações.

Transações selecionadas - janeiro a março 2017

  • O grupo Multilaser, fabricante de produtos eletrônicos no Brasil realizou a aquisição da Giga Security, do setor de segurança eletrônica, sem valores anunciados;
  • O fundo brasileiro de venture capital, Monashees Capital realizou um aporte no valor de R$ 1 milhão no aplicativo norte-americano de aulas de inglês Cambly, a qual terá uma participação minoritária;
  • O grupo de concessões CCR realizou a compra minoritária de 15% da ViaQuatro, linha 4 do metrô de São Paulo, pelo valor de R$ 171,1 milhões;
  • O fundo soberano de Cingapura (GIC) realizou a compra de 37% da empresa brasileira do setor de educação superior, Cruzeiro do Sul, anteriormente da gestora britânica Actis, sem valores anunciados;
  • O fundo de investimento brasileiro Cventure Primus realizou um aporte na empresa Asaas, de cobranças e boletos bancários, sediada em Joinville, pelo valor de R$ 2,5 milhões;
  • A empresa Caio Induscar realizou a aquisição da empresa Busscar Ônibus, fabricante de carrocerias de ônibus, sediada em Joinville, pelo valor de R$ 67,15 milhões.
  • A Lear do Brasil Indústria e Comércio de Interiores, subisdiária do grupo norte-americano Lear Corporation realizou a aquisição do negócio de assentos de veículos da Magna do Brasil Produtos e Serviços, sem valores anunciados;
  • O fundo de investimento norte-americano The Carlyle Group realizou a compra de participação minoritária na empresa FS, provedora de serviços de valor agregado, aplicativos e conteúdos móveis no Brasil e América Latina, sem valores anunciados;
  • O grupo RCO focado em soluções e qualidade em eficiência para processos industriais realizou a aquisição da fabricante de autobetoneiras e gruas de médio porte SITI (Sociedade de Instalações Termoelétricas Industriais);
  • O grupo siderúrgico ArcelorMittal realizou a aquisição, por meio de sua filial brasileira, as atividades de aço longo no Brasil do grupo Votorantim;
  • A Microcity, empresa brasileira de outsourcing de infraestrutura em TI realizou a aquisição da SGA Tecnologia Inteligente, fornecedora de soluções de inteligência de mercado, sem valores anunciados.


Glossário

Definições aplicadas neste relatório na categorização de uma transação

Aquisição de participações controladoras são aquelas em que o comprador obtém, na transação, o controle da empresa. Enquadram-se nesta categoria as transações de compra de 100% das ações, de uma participação majoritária (maior do que 50%, mesmo que por apenas uma ação), participações adicionais que transferem o controle para o comprador (por exemplo, um acionista que já possui 30% ao comprar uma participação adicional de 21%), ou qualquer outra transação em que fique explícito que o controle foi transferido para o comprador.

Compra de participações não-controladoras são aquelas em que o controle da empresa não é transferido junto com as ações - tipicamente, são transações menores do que 50% do capital.

Joint venture caracteriza-se por ser um empreendimento de dois ou mais sócios em uma nova empresa, sendo que os sócios continuam a existir com suas operações independentes. É diferente de um acordo comercial (uma representação, por exemplo), em que não existe a criação de uma nova empresa.

Fusão é quando duas empresas juntam suas operações e deixam de existir isoladamente, dando origem a uma terceira nova empresa.

Incorporação acontece quando uma empresa absorve as operações de outra, que deixa de existir.

Cisão é o tipo de transação em que uma empresa é dividida, surgindo daí uma outra empresa. É caso das empresas que querem separar os negócios em unidades independentes.

Contatos

Rogério Gollo
Sócio
Tel: +55 11 3674-2435
Email

Leonardo Dell'Oso
Sócio
Tel: +55 11 3674-2651
Email

Contatos

Rogério Gollo
Sócio
Tel: +55 11 3674-2435
Email

Siga-nos