Crescimento global x organizacional: Carpe Diem

Pela primeira vez desde que começamos a fazer essa pergunta em 2012, a maioria dos CEOs ouvidos no Brasil e no mundo acredita em uma melhora do crescimento econômico global. Na verdade, a porcentagem de CEOs que preveem essa melhora praticamente dobrou em relação ao ano passado, um salto recorde. Esse nível de otimismo sem precedentes se mantém firme em todas as regiões do planeta.

Para entender as razões desse otimismo, é preciso ir além do noticiário mais preocupante sobre temas geopolíticos e analisar os indicadores econômicos objetivos. Essa maré positiva é equilibrada em todas as regiões do planeta. A maioria das grandes economias está registrando crescimento, em contraste com a situação de alguns anos atrás.

O otimismo dos CEOs

P: Qual o seu grau de confiança no crescimento das receitas de sua empresa nos próximos12 meses?
P: Qual o seu grau de confiança no crescimento das receitas de sua empresa nos próximos 3 anos?
P: Você acredita que o crescimento econômico mundial aumentará, continuará igual ou cairá nos próximos 12 meses?

 

No Brasil, a perspectiva de crescimento da economia em 2017, após dois anos de retração, também poderia explicar por que os líderes empresariais brasileiros são hoje os mais otimistas do mundo: 80% acreditam na melhora da economia global nos próximos 12 meses.

Mas a rápida melhora de humor dos líderes executivos em relação ao crescimento econômico global não se traduz em um aumento equivalente de confiança nas perspectivas de suas próprias organizações nos próximos 12 meses. A tendência é mista entre as regiões: América do Norte, América Latina, Europa Central e do Leste e Ásia-Pacífico relatam níveis mais altos de “muita confiança”, enquanto o resto do mundo se move na direção contrária.

No Brasil, apenas 39% dos executivos estão confiantes num aumento das receitas em curto prazo, com uma queda acentuada de 18 pontos percentuais em relação aos 57% registrados na pesquisa anterior. Para os próximos três anos, as expectativas são melhores: 54% preveem crescimento das receitas, mas também com uma forte queda em relação aos 79% da edição passada.

Os três mercados geográficos em que os CEOs globais estão apostando para crescer são Estados Unidos (46%, China (33%) e Alemanha (20%). O Brasil aparece na 8ª colocação.

Territórios mais estratégicos para as empresas

 

Evolução da importância do Brasil como mercado estratégico para os CEOs globais

P: Classifique os três países, excluindo aquele em que reside, que você considera mais importantes para as perspectivas de crescimento geral de sua organização nos próximos 12 meses?

 

Para os CEOs brasileiros, os países que serão mais estratégicos para os negócios das empresas são Estados Unidos, China e Argentina e Alemanha.

Contatos

Fábio  Cajazeira

Fábio Cajazeira

Sócio, PwC Brasil

Tel: +55 (11) 3674 2000