Fusões e Aquisições no Brasil - Setembro

Até setembro de 2017 foram anunciadas 464 transações, 5% acima do volume registrado no mesmo período de 2016

O mês de setembro apresentou uma redução de 6%, com 58 transações anunciadas, em relação ao mesmo período de 2016 (62 transações). 

Já no período acumulado entre janeiro e setembro de 2017 observamos um volume de 5% superior ao mesmo período transacionado em 2016, mostrando uma possível recuperação da economia.

Transações

Transações anunciadas em setembro (2002 a 2017)
Transações anunciadas por mês 2010-2017

A região Sudeste continua com a preferência de investidores com 69% de interesse até setembro de 2017

A Região Sudeste segue com o interesse do investidor em 69% nos negócios anunciados (319 transações) entre janeiro e setembro. No mesmo período de 2016 foram registradas 277 transações.  

No mês de setembro foram anunciadas 36 transações no Sudeste, redução de 16% em comparação ao mesmo período do ano passado (2016 - 43 transações).

O Estado de São Paulo lidera com 52% das transações anunciadas entre janeiro e setembro, representado por 240 transações (2016 - 213 transações), sendo 194 negociações em São Paulo Capital e 46 em regiões no Interior de São Paulo.

Na Região Sul, foram efetuadas 63 negociações, 15%  inferior ao mesmo período de 2016 (74 transações).

Transações fora do Brasil representam 7% do total de transações concluídas em 2017, com 34 negócios (2016 - 33 transações).

Setor de TI segue como preferência de investimento no período com 21% do total transacionado

96 Transações, crescimento de 20% em relação a 2016  (80 transações)

21% do total transacionado

46 Transações, redução de 16% em relação a 2016 (55 transações)

10% do total transacionado

41 Transações, crescimento de 156% em relação a 2016 (16 transações)

9% do total transacionado

Exemplos de transações - Top 5 setores anual

  • A Accera, empresa brasileira de big data e inteligência de mercado realizou a aquisição do controle societário da TradeForce;
  • O fundo aeroespacial realizou um aporte na Aquarela, projeto que atua com análises de dados e sistemas de inteligência artificial.
  • A Gávea Investimentos realizou uma compra de participação de 9% no Grupo GPS, empresa integrada de serviços de limpeza e segurança de prédios;
  • A Neo Investimentos realizou uma compra minoritária de 4,02% do grupo Verzani & Sandrini, do segmento de segurança, manutenção e gestão interna, sem valores anunciados.
  • O grupo HNA Infrastructure realizou a compra minoritária de 31% do Aeroporto Internacional de Galeão;
  • A empresa chinesa State Power Investment arrematou a usina São Simão, uma das maiores do país, pelo valor de R$ 7,18 bilhões.
  • O fundo soberano de Cingapura, GIC Pvt realizou uma compra minoritária de 5,01% da companhia B3, operadora da bolsa de valores de São Paulo;
  • A Gebram Corretora de Seguros realizou a aquisição da Toleman Corretora de Seguros, sediada em Jundiaí, sem valores anunciados.
  • A empresa brasileira fabricante de plásticos Deckel Indústria realizou a aquisição da Globalpack, também fabricante de plásticos, pelo valor de R$ 280 milhões;
  • A Univar realizou a aquisição das ações da Tagma Brasil, especializada em empacotamento personalizado de produtos químicos para proteção da safra.

Exemplos de transações - Top 5 setores - setembro 2017 

  • A Senior Sistemas realizou um investimento na SocialBase, companhia de base tecnológica focada no desenvolvimento de soluções de rede social corporativa, sem valores anunciados.
  • A companhia China Merchants Port Holdings realizou a aquisição de 90% da TCP Participações pelo valor de R$ 2,9 bilhões, sediada em Curitiba.

 

  • A empresa americana Pilgrim's Pride Corporation realizou a aquisição da Moy Park, empresa britânica do setor alimentício de avicultura, anteriormente da JBS, pelo valor de £790 milhões.
  • O grupo francês Onet, empresa de serviços responsável pela manutenção e segurança no Museu do Louvre, realizou a aquisição de 70% da Centro Serviços, do mesmo segmento de manutenção e segurança.
  • O Grupo Colleman realizou a aquisição da loja de eletrodoméstico Eletrocity, anteriormente pertencente ao grupo Comercial Superaudio.

Até setembro de 2017, os investidores nacionais continuam posicionados a frente nos investimentos realizados no Brasil com 58% de participação

Com 58% de participação nas transações anunciadas até o mês de setembro de 2017, os investimentos de origem nacional estão a frente dos investimentos de origem estrangeira com um total de 251 negociações (crescimento de 15% quando comparado ao mesmo período de 2016 - 219 transações).

Com 183 transações realizadas até setembro de 2017, os investidores estrangeiros continuam com o mesmo volume de transações em relação ao mesmo período de 2016 (183 negociações).

Em setembro de 2017, aquisições de controle majoritário continuam superando o volume de 2016, sendo a modalidade com maior volume de negociações com 278 transações

Perfil de Transação Total Variação % 2016-2017
  2017 2016  
Aquisições 278 244 14%
Compras 156 158 3%
Joint Ventures 4 10 -60%
Fusão 15 17 0%
Incorporação 11 9 25%
Cisão 0 2 -

Evolução das modalidades no mês de setembro (2002 a 2017)

Nota: Transações divulgadas na imprensa. Não inclui acordos.

Estados Unidos, França e China foram responsáveis por 45% do total de transações envolvendo capital estrangeiro até o mês de setembro de 2017

Em 2017 foram anunciadas 192 transações envolvendo capital estrangeiro, redução de 1% em comparação ao mesmo período do ano anterior (2016 - 193 transações).

  • EUA: com 28% do total das transações - 53 negociações, redução de 20% comparado ao ano anterior (2016 - 67 transações);
  • França: com 11% do total - 21 transações (2016 - 16 transações);
  • China: com 6% do total - 12 transações (2016 - 9 transações).

Já no mês de setembro foram anunciadas 26 transações realizadas por capital estrangeiro, 8% acima do número de volume de transações quando comparado ao período de 2016 (2016 - 24 transações).

EUA, França e China: 45% de interesse em ativos brasileiros do total de transações estrangeiras.

Nota: Não inclui acordos. Fonte: PwC.

Em 2017, os investidores financeiros estiveram presentes em 113 transações, crescimento de 16% quando comparado ao mesmo período de 2016 (97 transações). Sendo 59% investidores nacionais (67 transações) e 41% investidores estrangeiros (46 transações) em 2017.

No mês de setembro de 2017, os investidores financeiros estiveram presentes em 12 transações, redução de 20% quando comparado ao mesmo período de 2016 (15 transações), sendo 50% investidores nacionais (6 transações) e 50% de investidores estrangeiros (6 transações) em 2017.

Das 15 transações anunciadas em setembro de 2016, 67% foi realizado por investidores nacionais e 33% por investidores estrangeiros.

Nota: Transações divulgadas na imprensa. Não inclui acordos.

Transações selecionadas de setembro 2017

  • A empresa suíça Givaudan, especializada em sabores e fragrâncias realizou a incorporação da divisão nutricional da empresa brasileira Centroflora em Botucatu, especializada em extração de produtos nativos, sem valores anunciados;
  • A Eleven Financial Research, empresa de análises econômicas e financeiras, realizou uma compra minoritária da revista digital Spotniks, sem valores anunciados;
  • A empresa irlandesa Kingspan realizou aquisição de 51% da operação da empresa goiana Isoeste, sem valores anunciados;
  • O grupo japonês Panasonic realizou a aquisição da companhia Union Rhac, especializada em sistemas de cogeração, geração de energia elétrica e sistema de resfriamento através de chillers por absorção, sem valores anunciados;
  • A Intocast AG realizou a aquisição da produção e fornecimento de tijolos de magnésia carbono produzidos em Oberhausen, na Alemanha pelo valor de 20,3 milhões de euros;
  • A empresa de papel e celulose holandesa Paper Excellence (PE), por meio de sua controlada CA Investment Brazil, realizou a aquisição de 100% da empresa brasileira Eldorado Brasil.
  • A WPP, por meio de sua subsidiária WPP Pmweb Participações Ltda, realizou a compra de participação minoritária de 13,93% da PM Comunicação, da Responsys, Inc, fornecedora de software de marketing B2C;
  • A empresa chilena Celulosa Arauco realizou a aquisição dos ativos da Masisa SA no Brasil, a Masisa do Brasil Ltda, especializada em produção e comercialização de placas de madeira,  pelo valor de USD 102 milhões;
  • A Wine, empresa de e-commerce de vinhos, realizou a aquisição de 100% do Clubeer, pioneiro no setor de cervejas de assinatura;
  • A empresa norte-americana Advantage Trim & Lumber Company realizou a aquisição da serraria em Benevides (PA), anteriormente da WX Comércio Exportaçõ de Madeira Eireli;
  • A Icon Aviation, empresa de táxi aéreo realizou a aquisição da Morro Vermelho Táxi Aéreo, sem valores anunciados;
  • A Brookfield Asset Management realizou a aquisição da Torre B da EZ Towers, pelo valor de R$ 650,4 milhões, na região da Berrini, zona sul de São Paulo.

Transações selecionadas de janeiro a agosto de 2017 (1/2)

  • A Accenture realizou a aquisição da empresa brasileira Concrete Solutions, especializada no desenvolvimento de aplicativos para dispositivos móveis e no modelo de computação em nuvem;
  • A empresa brasileira CI&T realizou a aquisição da Comrade, consultoria especializada em estratégias e design de experiências digitais situada na Califórnia;
  • A J&F Investimentos realizou um aporte de R$ 490 milhões no Banco Original;
  • A MRV Engenharia juntamente com outras empresas, realizou um aporte no valor total de R$ 308,4 milhões na sua controlada Log Commercial Properties, empresa especializada em soluções de logística com galpões;
  • O Cartesian Capital Group (CCG), empresa de private equity global norte-americana, realizou um aporte no valor de USD 75 milhões na operadora de telecomunicações Aloo Telecom;
  • A empresa Petrolianza International realizou uma compra minoritária da Lupatech Colômbia, subsidiária da Lupatech SA, pelo valor de USD 2 milhões, adquirindo 19,6%.
  • A Equatorial Energia realizou a aquisição de 51% do capital social da Integração Transmissora de Energia (Intesa), pelo valor aproximado de R$ 273 milhões;
  • A Movida realizou a aquisição da BVHD Locação de Veículos, que atua sobre a marca Fleet Services no segmento de locação de veículos premium;
  • A empresa norte-americana Hormel Foods realizou a aquisição da companhia brasileira de alimentos, proprietária da marca Ceratti, Cidade do Sol, pelo valor de USD 104 milhões;
  • A Duratex realizou a aquisição das empresas de Cerâmica Urussunga e Massima Revestimentos Cerâmicos, que juntas compõem a Ceusa, produtora nacional especializada em revestimentos cerâmicos, localizada em Santa Catarina, pelo valor de R$ 280 milhões;
  • A gestora de investimentos DNA Capital realizou um aporte no valor de R$ 5 milhões na startup Beep Saúde, com foco em interligar médicos e pacientes por meio de seu sistema de aplicativo;
  • A empresa brasileira Dacarto realizou a aquisição de 50% da joint venture anteriormente formada com a empresa química belga, Solvay, a Dacarto Benvic, sem valores anunciados.

Transações selecionadas de janeiro a julho de 2017 (2/2)

  • A corretora de seguros e gestora de benefícios It'sSeg realizou a aquisição da brasileira MBS Seguros, passando a administrar planos de saúde e seguros de vida corporativos;
  • A Linx realizou a aquisição de 100% do grupo argentino Synthesis, pelo valor de USD 16,3 milhões;
  • A Sealed Air Corporation realizou a aquisição da Deltaplam Embalagens, fabricante de embalagens flexíveis, sem valores anunciados;
  • O Banco Santander realizou a aquisição de 70% da gestora de créditos inadimplentes, a Ipanema Investimento, sem valores anunciados;
  • O Kayak, site agregador de buscas de viagens que é uma subsidiária de gestão independente do The Priceline Group, realizou a aquisição do site Mundi.com.br, primeiro buscador brasileiro de viagens online, sem valores anunciados;
  • A BRF anunciou, por meio de sua subsidiária TBQ Foods, a compra minoritária de 12,21% de participação da empresa turca Banvit, produtora de aves;
  • A Viação Itapemirim, do segmento de transportes de cargas e passageiros realizou a aquisição Passaredo Linhas Aéreas.
  • A Copobras realizou a aquisição de 100% das quotas de emissão da empresa brasileira Sealed Air Embalagens, do segmento de bandeja de poliestireno expandido;
  • O consórcio liderado pela China Three Gorges Corporation realizou a aquisição da central hidrelétrica de Chaglla, pelo valor de USD 1,390 bilhão;
  • A gestora de investimentos voltados para o segmento de esportes, Go4It realizou um aporte na G2 E-Sports, empresa alemã com times de e-sports (esportes eletrônicos) de diversos segmentos, sem valores anunciados;
  • O grupo francês EDF Energies Nouvelles realizou a aquisição de 80% do projeto fotovoltaico Pirapora 3, situada em Minas Gerais, anteriormente da Canadian Solar Inc;
  • A empresa holandesa Royal IHC realizou a aquisição de 50% da empresa brasileira GranEnergia, lançando assim a GranIHC Services, prestadora de serviços no segmento de óleo e gás no Brasil e na América Latina;
  • A Terminal Investment realizou a aquisição de 100% da participação da Portonave - Terminais Portuários de Navegantes pelo valor de R$ 1,3 bilhão.


Glossário

Definições aplicadas neste relatório na categorização de uma transação

Aquisição de participações controladoras são aquelas em que o comprador obtém, na transação, o controle da empresa. Enquadram-se nesta categoria as transações de compra de 100% das ações, de uma participação majoritária (maior do que 50%, mesmo que por apenas uma ação), participações adicionais que transferem o controle para o comprador (por exemplo, um acionista que já possui 30% ao comprar uma participação adicional de 21%), ou qualquer outra transação em que fique explícito que o controle foi transferido para o comprador.

Compra de participações não-controladoras são aquelas em que o controle da empresa não é transferido junto com as ações - tipicamente, são transações menores do que 50% do capital.

Joint venture caracteriza-se por ser um empreendimento de dois ou mais sócios em uma nova empresa, sendo que os sócios continuam a existir com suas operações independentes. É diferente de um acordo comercial (uma representação, por exemplo), em que não existe a criação de uma nova empresa.

Fusão é quando duas empresas juntam suas operações e deixam de existir isoladamente, dando origem a uma terceira nova empresa.

Incorporação acontece quando uma empresa absorve as operações de outra, que deixa de existir.

Cisão é o tipo de transação em que uma empresa é dividida, surgindo daí uma outra empresa. É caso das empresas que querem separar os negócios em unidades independentes.

Contatos

Rogério Gollo
Sócio
Tel: +55 11 3674-2435
Email

Leonardo Dell'Oso
Sócio
Tel: +55 11 3674-2651
Email

Alessandro Ribeiro

Tel: +55 11 3674 2593
Email

Humberto Tognelli

Tel: +55 11 3674 2593
Email

Siga-nos