Fusões e Aquisições no Brasil - Março 2019

Foram anunciadas 174 transações no período consolidado de 2019, 14% superior ao mesmo período em 2018

No período acumulado de 2019 foram anunciadas 174 transações, volume 14% superior a 2018 (153 transações). No mês de março foram anunciadas 54 transações, apresentando uma redução de 4% em relação ao mesmo mês de 2018 (56 transações).

O início de 2019 mantém o viés positivo demonstrado ao final de 2018, com os investidores confirmando a retomada das operações de M&A de forma cautelosa, observando a execução das medidas econômicas anunciadas.

Nota: Transações divulgadas na imprensa. Não inclui acordos.

Transações

Nota: Transações divulgadas na imprensa. Não inclui acordos.

No período acumulado até março de 2019, a região Sudeste apresentou 61% das transações anunciadas

A Região Sudeste consolidou 61% do interesse do investidor nos negócios anunciados. Com 107 transações até março, redução de 4% em comparação ao ano anterior (2018 - 112 transações).

No mês de março foram anunciadas 33 transações no Sudeste, redução de 18% em comparação ao mesmo período do ano passado (março 2018 – 40 transações).

O Estado de São Paulo com 48% das transações anunciadas no período acumulado até março, representadas por 83 transações (2018 - 87 transações), sendo 72 negociações em São Paulo Capital e 11 transações em regiões no Interior de São Paulo.

Na Região Sul, foram anunciadas 29 negociações, 61% superior ao mesmo período de 2018 (18 transações).

Transações fora do Brasil representam 9% do total de transações anunciadas em 2019, com 15 negócios (2018 - 9 transações).

Nota: Não inclui acordos. Fonte: PwC.   

Até março de 2019 o setor de TI se mantém como preferência de investimento com o anuncio de 56 transações

5 principais setores correspondem a 63% do total


TI

56 Transações, crescimento de 51% em relação a 2018  (37 transações)

32% do total transacionado

View more

Serviços Auxiliares

20 Transações, crescimento de 43% em relação a 2018 (14 transações)

11% do total transacionado

View more

Serviços Públicos

13 Transações, crescimento de 18% em relação a 2018 (11 transações)

7% do total transacionado

View more

Nota: Transações divulgadas na imprensa. Não inclui acordos.

Exemplos de transações – Top 5 setores anual

  • A empresa norte-americana First Data realizou a aquisição da brasileira Software Express, do mesmo segmento, sem valores anunciados;
  • O App Renda Fixa, plataforma de comparação de investimentos, recebeu um aporte no valor de R$ 1 milhão via crowdfunding pelo site EqSeed.
  • A corretora de seguros portuguesa MDS realizou a aquisição da Ben's, empresa que atua como consultora especializada em gestão de benefícios corporativos, sem valores anunciados;
  • A norueguesa de serviços de inteligência meteorológica StormGeo realizou a aquisição de 51% da Climatempo, atuante no Brasil do mesmo segmento, sem valores anunciados.
  • A Mitsui, holding japonesa, realizou a compra minoritária de 17% da Órigo Energia, empresa de geração de energia solar distribuída sediada em Campinas, sem valores anunciados;
  • A CGN, que opera projetos de energia nuclear, realizou a aquisição da Atlantic Energias Renováveis, que tem projetos de geração de energia renovável nas regiões Nordeste e Sul.
  • A Rede de Distribuição Zeferino, das marcas Supermercados Cubatão e Spasso Sabores, realizou a aquisição de 5 lojas da rede Supermercados Lavapés, de Mogi Mirim;
  • A gestora brasileira de investimentos Tarpon realizou a aquisição da brasileira PetLove, site de vendas de produtos para animais de estimação, sem valores anunciados.
  • A Edenred, recebeu a aprovação do CADE para a compra minoritária de 20% do Banco Topázio no Rio Grande do Sul, do grupo uruguaio Buzau, sem valores anunciados;
  • O fundo de investimentos Accion Venture Lab realizou um aporte na fintech Jeitto, plataforma de carteira digital que oferece linha de crédito para pagamentos e serviços financeiros.

Nota: Transações divulgadas na imprensa. Não inclui acordos.

Exemplos de transações – Top 5 setores – Março 2019

A BRQ Digital Solutions, empresa brasileira de transformação digital, realizou um aporte por valor não anunciado na brasileira Jobecam, plataforma que auxilia o processo de recrutamento e seleção por meio de vídeos.

A BR Properties, empresa do segmento de investimentos imobiliários, realizou a aquisição da Torre Corporativa B1 - Aroeira, no Condomínio Parque Cidade em São Paulo, pelo valor de R$ 596 milhões.

A Acqua Investimentos, escritório de agentes autônomos credenciados pela corretora XP Investimentos, realizou a aquisição da carteira da Terranova, do mesmo segmento, sem valores anunciados.

Um investidor privado brasileiro realizou um aporte no valor de R$ 5 milhões na EdTech Be Business, plataforma de educação a distância com cursos de MBA focada em empreendedorismo digital.

A belga Carmeuse, companhia de mineração e produção de cal, realizou através da Carmeuse Brasil, a aquisição da mineira Cal Arco Íris, do mesmo segmento, sem valores anunciados.

Nota: Transações divulgadas na imprensa. Não inclui acordos.

No período acumulado de 2019, os investidores nacionais estão a frente dos investidores estrangeiros em 72% das aquisições e compras minoritárias anunciadas

Investidores nacionais somam um total de 118 transações, crescimento de 36% quando comparado a março de 2018 (87 transações), no período acumulado até o mês de março representam 72% de participação nas aquisições e compras anunciadas.

Com 46 transações realizadas no período consolidado de 2019, os investidores estrangeiros regrediram 16% em relação ao mesmo período de 2018 (55 negociações).

Nota: Transações divulgadas na imprensa. Não inclui acordos.

As compras minoritárias no período acumulado de 2019 estão 46% a frente do volume de 2018

Perfil de Transação Total Variação (%) 
  2019 2018 2018-2019
Aquisições 107 103 4%
Compras 57 39 46%
Joint Ventures 2 2 -
Fusão 6 6 -
Incorporação 2 3 -33%
Cisão 0 0 -

Nota: Transações divulgadas na imprensa. Não inclui acordos.

Estados Unidos, Japão e Portugal foram responsáveis por 55% do total de transações envolvendo capital estrangeiro

No período até março de 2019 foram anunciadas 49 transações envolvendo capital estrangeiro, redução de 14% em comparação ao mesmo período do ano anterior (2018 - 57 transações).

No mês de março foram anunciadas 18 transações realizadas por capital estrangeiro, redução de 5% em comparação ao mesmo período de 2018 (19 transações).

  • EUA: com 41% do total das transações - 20 negociações, volume 5% superior em comparação ao ano anterior (2018 - 19 transações);
  • Japão: com 8% do total - 4 transações (2018 - 2 transações);
  • Portugal: com 6% do total - 3 transações (2018 - nenhuma transação).

EUA, Japão e Portugal - 55% de interesse em ativos brasileiros do total de transações estrangeiras

Nota: Não inclui acordos. Fonte: PwC.

Private Equity

No período acumulado até o mês de março de 2019, os investidores financeiros estiveram presentes em 45 transações, aumento de 45% quando comparado ao mesmo período do ano passado (2018 – 31 transações). Sendo 73% investidores nacionais (33 transações) e 27% investidores estrangeiros (12 transações) em 2019.

No mês de março de 2019, os investidores financeiros estiveram presentes em 18 transações, aumento de 29% se comparado ao mesmo período do ano passado (2018 – 14 transações), sendo 67% investidores nacionais (12 transações) e 33% investidores estrangeiros (6 transações).

Das 14 transações anunciadas em março de 2018, 71% foi composto por investidores nacionais e 29% por investidores estrangeiros.


Nota: Transações divulgadas na imprensa. Não inclui acordos.

Transações selecionadas de março 2019

  • A Pacífico Sul, empresa brasileira de moda, realizou a aquisição do controle majoritário da catarinense Labellamafia, do ramo de moda fitness, sem valores anunciados;
  • A DMCard companhia brasileira de gestão de cartões de créditos para varejo, realizou a aquisição da carteira de cartões de crédito do grupo UnidaSul, dono de rede de supermercado no Rio Grande do Sul, sem valores anunciados;
  • O fundo norte-americano 7 Bridges Capital Partiners e a incorporadora e construtora brasileira Vitacon, formaram uma joint-venture que prevê o lançamento de empreendimentos imobiliários da Vitacon na cidade de São Paulo;
  • A Red Bull Brasil, clube de futebol do grupo austríaco Red Bull, realizou a aquisição do clube de futebol brasileiro Bragantino, pelo valor de R$ 45 milhões;
  • A Ambar Tech, construtora brasileira, realizou a aquisição de 100% da startup catarinense Conaz Tecnologia, plataforma que facilita a o processo de transação com fornecedores do setor de construção civil, sem valores anunciados;
  • A Invest Tech, gestora brasileira de fundos de investimento realizou um aporte na startup catarinense Clip Escola, plataforma de comunicação e marketing escolar, sem valores anunciados.
  • A B3 realizou a aquisição de 100% da brasileira Portal de Documentos, empresa que desenvolve soluções digitais para participantes do ciclo de crédito e realiza eletronicamente processos de registro de contrato em cartório, pelo valor de R$ 175 milhões;
  • A Netshow.Me, startup que desenvolve plataforma de transmissão de vídeos ao vivo, realizou a aquisição da SignUp, startup do Rio Grande do Norte de soluções para gerenciamento e monetização de conteúdos online, sem valores anunciados;
  • A holandesa Corbion, que tua com desenvolvimento de ingredientes para alimentos e bioquímica, anunciou a aquisição da totalidade da paranaense Granotec, do mesmo setor, pelo valor de USD 45 milhões;
  • A Time For Fun, brasileira do mercado de entretenimento ao vivo, realizou a aquisição do grupo brasileiro Popload, que inclui serviços de plataforma de música, produtora e site de notícias, sem valores anunciados;
  • A Zevia, empresa brasileira que desenvolve softwares para comunicação entre empresas e consumidores, realizou a aquisição da Totalvoice, startup de Santa Catarina que desenvolve interface de programação de aplicativos de comunicação por voz e texto, sem valores anunciados.

Casos selecionados; não é uma lista exaustiva. Não representa necessariamente as maiores transações anunciadas, mas uma abordagem combinada de relevância e tamanho da operação anunciada. Algumas transações sujeitas a análise e aprovação por parte de órgãos reguladores.

Transações selecionadas de janeiro a fevereiro 2019

  • As agências de relações públicas e comunicação RP1 e RMA anunciaram a fusão de suas operações, dando origem à agência de comunicação RPMA;
  • A Docol, fabricante brasileira de componentes metálicos para banheiro e cozinha, realizou a aquisição da Mekal, fabricante brasileira de cubas sanitárias de aço inoxidável, sem valores anunciados;
  • O fundo BR Startups, gerido pela brasileira MSW Capital, realizou um aporte no valor de R$ 1,5 milhão na Olivia, fintech norte-americana de auxílio de gestão financeira pessoal com inteligência artificial;
  • A Sinqia, desenvolvedora brasileira de softwares para o setor financeiro, realizou a aquisição da mineira ASDPrev, que desenvolve soluções em TI para gestão de entidades fechadas de previdência complementar, pelo valor de R$ 14 milhões;
  • A Tyson Foods, companhia norte-americana do setor alimentício, realizou a aquisição de ativos de processamento e abate de aves da BRF, localizados na Tailândia e na Europa, pelo valor de USD 340 milhões;
  • A Neoway, empresa brasileira que fornece plataforma para análise de big data, realizou a aquisição da brasileira Sevennova, que desenvolve software para marketing digital baseado em análise de dados, pelo valor de USD 15 milhões.
  • A Mr. Jeff, empresa espanhola de lavanderias que atua por meio de plataforma digital, realizou a aquisição da paranaense Lava e Leva, rede de franquias de lavanderia, sem valores anunciados;
  • A startup brasileira Loggi, que opera plataforma de solicitação de entregadores, realizou a aquisição da startup mineira WorldSense, desenvolvedora de software que integra inteligência artificial aplicada à publicidade digital, sem valores anunciados;
  • A TNS, empresa norte-americana que atua com soluções em comunicação de dados M2M, realizou a aquisição da paraibana Link Solutions, do mesmo setor, sem valores anunciados;
  • O site Reclame Aqui, plataforma de relacionamento de consumidores e empresas, realizou a aquisição da startup de Campinas que faz auditoria de avaliações de venda, Trustvox, sem valores anunciados;
  • A processadora de alimentos Piemontesa e a BOGS SA, ambas argentinas, realizaram a aquisição da Campo Austral, processadora de alimentos a base de suínos na Argentina, subsidiária da brasileira BRF, pelo valor de R$ 131 milhões;
  • A Selbetti, empresa catarinense de gestão de documentos e outsourcing de impressão, realizou a aquisição da NSK, empresa do mesmo segmento, sem valores anunciados.

Casos selecionados; não é uma lista exaustiva. Não representa necessariamente as maiores transações anunciadas, mas uma abordagem combinada de relevância e tamanho da operação anunciada. Algumas transações sujeitas a análise e aprovação por parte de órgãos reguladores.

Glossário

Definições aplicadas neste relatório na categorização de uma transação

Aquisição de participações controladoras são aquelas em que o comprador obtém, na transação, o controle da empresa. Enquadram-se nesta categoria as transações de compra de 100% das ações, de uma participação majoritária (maior do que 50%, mesmo que por apenas uma ação), participações adicionais que transferem o controle para o comprador (por exemplo, um acionista que já possui 30% ao comprar uma participação adicional de 21%), ou qualquer outra transação em que fique explícito que o controle foi transferido para o comprador. 

Compra de participações não-controladoras são aquelas em que o controle da empresa não é transferido junto com as ações - tipicamente, são transações menores do que 50% do capital.

Contatos

Leonardo Dell'Oso

Sócio e líder de Deals, PwC Brasil

Tel: +55 (11) 3674 3417

Siga-nos