Skip to content Skip to footer
br

Loading Results

Fusões e Aquisições no Brasil - Janeiro 2020

Em janeiro de 2020 foram anunciadas 89 transações, o maior volume já apresentado para este mês

O ano de 2020 inicia com 89 transações anunciadas em janeiro, um volume 68% superior à média do mês nos últimos 5 anos (53 transações), que coincide com o volume de transações de janeiro de 2018, seguindo a tendência de crescimento do mercado de M&A em 2020 assim como verificado em 2019.

Nota: Transações divulgadas na imprensa. Não inclui acordos.

Transações

Nota: Transações divulgadas na imprensa. Não inclui acordos.

A região Sudeste representa 65% das transações anunciadas em janeiro de 2020

A Região Sudeste mantém 65% do interesse dos investidores nos negócios anunciados. Com 58 transações em janeiro de 2020, apresentou aumento de 87% em comparação ao ano anterior (2019 - 31 transações).

O Estado de São Paulo com 49% das transações anunciadas em janeiro de 2019, representadas por 44 transações (2018 - 24 transações), sendo 39 transações na região metropolitana de São Paulo e 5 transações em regiões no Interior de São Paulo.

Na Região Sul, foram anunciadas 17 transações, 325% superior ao mesmo período de 2018 (4 transações).

Transações fora do Brasil representam 4% do volume anunciado em 2019, com 4 negócios (2018 - 5 transações).

Transações por região – acumulado de 2019

Transações por região – acumulado de 2019

Nota: Não inclui acordos.

O setor de TI começa 2020 na liderança, com 23 de transações

Os 5 principais setores correspondem a 57% do total de transações
(com 51 transações) 


TI

23 transações, crescimento de 64% em relação a 2019 (com 14 transações) - 26% do total transacionado

View more

Serviços Imobiliários

9 transações. Em janeiro de 2019 não foram anunciadas transações nesse setor - 10% do total transacionado

View more

Serviços Públicos

9 transações, crescimento de 13% em relação a 2019 (com 8 transações) - 10% do total transacionado

View more

Nota: Transações divulgadas na imprensa. Não inclui acordos.

Exemplos de transações – Top 5 setores de Janeiro – 2020

  • A Mutant, empresa brasileira que desenvolve soluções de atendimento ao cliente por meio de plataformas, anunciou a aquisição da Cinq Technologies, empresa de Curitiba (PR) que desenvolve softwares, sem valores anunciados.
  • O Pátria Edifícios Corporativos, fundo imobiliário do brasileiro Pátria Investimentos, anunciou a aquisição de um andar da Torre B no Vila Olímpia Corporate, pelo valor de R$ 27,5 milhões, na cidade de São Paulo.
  • Foi anunciado pela Eletrobrás a incorporação da Eletrosul, de geração e transmissão em Santa Catarina, pela CGTEE, geradora de energia térmica do Rio Grande do Sul, ambas são subsidiárias da Eletrobrás.
  • A Eletromídia, empresa brasileira de agenciamento de espaços para publicidade (mídia out-of-home), anunciou a aquisição da Elemidia, brasileira do mesmo segmento, sem valores anunciados.
  • O Grupo Coutinho, brasileiro que detém redes de supermercados, anunciou a aquisição de dois supermercados na Serra (ES), adquiridos da Super Rede Supermercados, sem valores anunciados.

Nota: Transações divulgadas na imprensa. Não inclui acordos.

O ano de 2020 inicia com as transações envolvendo investidores nacionais correspondendo a 76% das aquisições e compras minoritárias, um recorde histórico para janeiro

Em janeiro de 2020 houve um crescimento de 94% do interesse de investidores nacionais (com 64 transações), comparado ao ano de 2019, quando os investidores nacionais concretizaram 33 transações. No início de 2020 as transações envolvendo investidores nacionais representam 76% do total de aquisições e compras anunciadas.

Com 20 transações realizadas em janeiro, os investidores estrangeiros progrediram 25% em relação ao mesmo período de 2019, quando realizaram 16 transações.

Nota: Transações divulgadas na imprensa. Não inclui acordos.

As aquisições de controle majoritário em janeiro de 2020 cresceram 57% em relação a 2019

Perfil de Transação Volume de transações Variação (%) 
  2020 2019 2018-2019
Aquisições 66 42 57%
Compras 18 7 157%
Joint Ventures 3 1 200%
Fusão 1 2 -50%
Incorporação 1 1 -
Cisão 0 0 -

Nota: Transações divulgadas na imprensa. Não inclui acordos.

Estados Unidos, Canadá e Alemanha foram responsáveis por 53% do total de transações envolvendo capital estrangeiro

Janeiro de 2020 fecha com anunciadas 20 transações envolvendo capital estrangeiro, aumento de 17% em comparação ao mesmo mês do ano anterior (2019 - 18 transações).

  • EUA: com 29% do total das transações - 6 transações, volume 25% inferior em comparação ao ano anterior (2019 - 8 transações);
  • Canadá: com 14% do total - 3 transações (2019 - 1 transação);
  • Alemanha: com 10% do total - 2 transações (2019 - 0 transação).

 

EUA, Canadá e Alemanha - 53% de interesse em ativos brasileiros do total de transações estrangeiras

Nota: Transações divulgadas na imprensa. Não inclui acordos.

Privatizações

Privatizações e concessões representam 3 transações em janeiro de 2020, redução de 40% em relação ao mesmo mês de 2019 (com 6 transações).

As transações de capital nacional representaram 33% do total (1 transação), enquanto que os investidores de capital estrangeiro representam os 66% restante (2 transações).

As 3 transações são concessões do setor de serviços públicos.

Dentre as transações de serviços públicos estão incluídas infraestrutura energética, concessões de portos, aeroportos, rodovias, ferrovias e transporte urbano.

Exemplos - 2020

  • O Consórcio Way, liderado pela empresa de logística GLP Brasil, controlada pela GLP de Singapura, arrematou em leilão a concessão dos serviços públicos da Rodovia MS - 306, no Mato Grosso do Sul, o valor de outorga foi de R$ 605 milhões. A homologação ocorreu no dia 8 de janeiro, 2020;
  • A Aegea, empresa brasileira de saneamento, venceu em um leilão da Corsan, a concessão administrativa para a execução de obras de infraestrutura em esgotamento sanitário em municípios do Rio Grande do Sul. A homologação ocorreu no dia 14 de janeiro, 2020.

Private Equity

O ano de 2020 iniciou com os investidores financeiros presentes em 18 transações, aumento de 65% quando comparado ao ano passado (2019 - 11 transações).

Sendo que os investidores nacionais representam 89% deste volume (16 transações) e os estrangeiros os 11% restantes (2 transações) em 2020.

Das 11 transações anunciadas em janeiro de 2018, 64% foram compostas por investidores nacionais e 36% por estrangeiros.


Nota: Transações divulgadas na imprensa. Não inclui acordos.

Transações selecionadas de janeiro 2020

  • A Universidade do Estado de Santa Catarina, anunciou a aquisição de um prédio da Oi, brasileira de telecomunicações, em Florianópolis (SC), pelo valor de R$ 79 milhões;
  • A Nutrien, empresa canadense de fertilizantes, anunciou a aquisição da Agrosema Comercial Agrícola, distribuidora de insumos agrícolas na cidade de Elias Fausto (SP), sem valores anunciados;
  • A brasileira Iguatemi Empresa de Shopping Centers anunciou a compra minoritária de 47% da Maiojama, empresa do setor imobiliário sediada em Porto Alegre (RS), pelo valor de R$ 123 milhões;
  • A Focus Energia, comercializadora brasileira de energia, anunciou a aquisição de uma Central Geradora Hidrelétrica (CGH) em Camanducaia (MG), que pertencia ao Grupo Energia, pelo valor de R$ 20 milhões;
  • A ADM, empresa norte-americana de commodities, anunciou a aquisição da paranaense Yerbalatina, processadora de ingredientes e extratos naturais a partir de de vegetais, sem valores anunciados;
  • A Mafra, empresa brasileira de distribuição de medicamentos e materiais hospitalares, anunciou a aquisição da Expressa Medicamentos, sua concorrente brasileira, sem valores anunciados.
  • A Kenoby, startup brasileira de recrutamento e seleção com auxílio de inteligência artificial e software, recebeu um aporte no valor de R$ 20 milhões do fundo brasileiro Astella;
  • A Porto Seguro, seguradora brasileira, anunciou a venda de sua carteira de alarmes e videomonitoramento para a ADT Serviços de Monitoramento, empresa brasileira de monitoramento por vídeo, sem valores anunciados;
  • A ETS, empresa norte-americana de teste e avaliação educacional, realizou um aporte na curitibana (PR) Beetools, startup de cursos de inglês em ambiente digital, sem valores anunciados;
  • A B2W, empresa brasileira de e-commerce, anunciou a aquisição da brasileira Supermercado Now, marketplace do segmento supermercadista com serviço de entrega, sem valores anunciados;
  • A Azul, companhia aérea brasileira, anunciou a aquisição da TwoFlex, companhia aérea doméstica brasileira, pelo valor de R$ 123 milhões;
  • O Nubank, banco digital brasileiro, anunciou a aquisição da brasileira Plataformatec, empresa de consultoria e treinamentos, especializada em engenharia de softwares, sem valores anunciados.

Casos selecionados; não é uma lista exaustiva. Não representa necessariamente as maiores transações anunciadas, mas uma abordagem combinada de relevância e tamanho da operação anunciada. Algumas transações sujeitas a análise e aprovação por parte de órgãos reguladores.
Nota: Transações divulgadas na imprensa. Não inclui acordos.

Glossário

Definições aplicadas neste relatório na categorização de uma transação

Quanto ao tipo de transação:

Aquisição de participações controladoras são aquelas em que o comprador obtém, na transação, o controle da empresa. Enquadram-se nesta categoria as transações de compra de 100% das ações, de uma participação majoritária (maior do que 50%, mesmo que por apenas uma ação), participações adicionais que transferem o controle para o comprador (por exemplo, um acionista que já possui 30% ao comprar uma participação adicional de 21%), ou qualquer outra transação em que fique explícito que o controle foi transferido para o comprador.

Compra de participações não-controladoras são aquelas em que o controle da empresa não é transferido junto com as ações - tipicamente, são transações menores do que 50% do capital.

Fusão é quando duas empresas juntam suas operações e deixam de existir isoladamente, dando origem a uma terceira nova empresa.

Joint venture caracteriza-se por ser um empreendimento de dois ou mais sócios em uma nova empresa, sendo que os sócios continuam a existir com suas operações independentes. É diferente de um acordo comercial (uma representação, por exemplo), em que não existe a criação de uma nova empresa.

Incorporação acontece quando uma empresa absorve as operações de outra, que deixa de existir.

Cisão é o tipo de transação em que uma empresa é dividida, surgindo daí uma outra empresa. É caso das empresas que querem separar os negócios em unidades independentes.

Quanto aos setores:

Serviços públicos abrangem empresas e concessões de infraestrutura e operação de eletricidade, portos, aeroportos, saneamento, limpeza pública, rodovias, estradas, ferrovias, transporte e quaisquer outros serviços prestados de utilidade pública.

Serviços auxiliares incluem companhias de administração e participação, assessoria, publicidade e propaganda, marketing, serviços legais, serviços de limpeza, segurança, BPO, tratamento de afluentes, locação (geral), consultoria e laboratórios de análises químicas e ambiental.

Contatos

Leonardo  Dell'Oso

Leonardo Dell'Oso

Sócio e líder de Deals, PwC Brasil

Tel: +55 (11) 3674 2000

Siga-nos