Covid-19: Relatórios financeiros e divulgações

Como a crise do coronavírus pode afetar as divulgações

Os efeitos atuais e potenciais do surto do Covid-19 são difíceis de avaliar e prever, mas a maneira como as empresas se planejam para momentos de incerteza e optam por responder aos eventos costuma ser observada pelos mercados financeiros. O presidente da SEC (Securities and Exchange Commission), Jay Clayton, pediu à sua equipe para monitorar a divulgação de informações pelas empresas em relação a esse tema e fornecer orientação ou outro tipo de ajuda caso necessário. Enquanto os eventos se desenrolam, as empresas devem considerar a divulgação de informações sobre:

  • Os efeitos diretos e indiretos nos resultados de operações (demanda por produtos e serviços em áreas afetadas, além de efeitos em cadeias de suprimentos, fornecedores de serviços, parceiros de negócios e economias globais, por exemplo).
  • Riscos e incertezas sobre o potencial impacto do Covid-19 no futuro, levando em conta a forma como os recentes eventos podem impactar julgamentos e estimativas atuais e futuras relativas às informações financeiras (obsolescência de estoques, cobrança de recebíveis, covenants de dívida e depreciação, por exemplo).
  • O impacto atual e potencial nos resultados de operações, liquidez e recursos de capital (inclusive considerações sobre tendências e incertezas).

Algumas empresas listadas em bolsa já fizeram divulgações sobre o Covid-19 em seus registros e informações para o mercado, e a SEC declarou ver com bons olhos o empenho das empresas o empenho das empresas na divulgação de assuntos relacionados com os potenciais efeitos do Covid-19. Das 364 empresas que, em fevereiro de 2020, realizaram calls com investidores sobre os resultados do quarto trimestre, 38% citaram o coronavírus, sendo que cerca de 25% sofreram algum impacto ou alteraram suas orientações por causa do Covid-19, de acordo com o FactSet.

 

Covid-19: considerações sobre informações financeiras

Com o que se preocupar agora

Avalie as exigências de informações financeiras
Para a maioria das empresas cujo ano fiscal termina em 31 de dezembro, os efeitos financeiros diretos podem ser informados, inicialmente, nos registros do 1º trimestre. As companhias devem considerar o impacto do Covid-19 nas estimativas e nos julgamentos relativos às demonstrações financeiras. Empresas com qualquer tipo de operação na China ou negócios com o país podem observar um impacto na avaliação do valor justo ou na recuperação de ativos relacionados a ágio, estoque, contas a receber de clientes, instrumentos financeiros, ativos tributários diferidos ou outros ativos e passivos impactados. 

Avalie o impacto na auditoria
As empresas devem também conversar com o auditor externo para saber se os procedimentos de conclusão ou revisão da auditoria foram impactados pelo surto do Covid-19.

 

Os investidores talvez estejam em busca de informações transparentes a respeito dos impactos atuais e dos possíveis impactos futuros da epidemia para a empresa.

Com o que se preocupar depois

Considere elaborar um Relatório da Administração
As empresas devem avaliar o impacto do surto do Covid-19 nos seus resultados operacionais passados e futuros. O Relatório da Administração deve divulgar eventos relevantes e incertezas que possam fazer com que os resultados informados deixem de indicar futuros resultados operacionais. Os investidores talvez estejam em busca de informações transparentes a respeito dos impactos atuais e dos possíveis impactos futuros do surto para a empresa.

Identifique outros impactos substanciais
As exigências aplicáveis às informações financeiras devem ser consideradas em qualquer discussão sobre reestruturação, realocação de operações ou pessoal (temporária ou não) e outras medidas adotadas pela empresa como resultado do surto do coronavírus.

 

Saiba mais sobre o Covid-19

Coronavírus: questões atuais relacionadas à apresentação de relatórios financeiros

Coronavírus: questões atuais relacionadas à apresentação de relatórios financeiros

As medidas tomadas para conter o novo coronavírus afetaram a atividade econômica e trarão implicações para as demonstrações financeiras, tanto as intermediárias como as anuais. O impacto pode ser significativo para muitos negócios.

Saiba mais

 

Covid-19: O que os líderes empresariais devem saber

Veja como reforçar a resposta da sua empresa ao coronavírus.

Saiba mais

Cadeia de suprimentos

Os efeitos colaterais do surto do Covid-19 são difíceis de modelar e avaliar, mas as empresas americanas podem começar a mitigar as disrupções da cadeia de suprimentos.

Saiba mais

Informações financeiras

Os mercados financeiros costumam observar como as empresas planejam e respondem a eventos como o surto do Covid-19.

Saiba mais

Tributos e comércio

As preocupações imediatas são o bem-estar dos empregados em todo o mundo e a continuidade dos negócios com os clientes.

Saiba mais 

Força de trabalho

Além do bem-estar humano, existem outros desafios a serem enfrentados, como apoiar o trabalho remoto em larga escala.

Saiba mais 

Contatos

Francisco  Macedo

Francisco Macedo

Sócio e líder de Consultoria de Crises, PwC Brasil

Tel: +55 (11) 3674 2000

Leonardo  Lopes

Leonardo Lopes

Sócio e líder de Forensics, PwC Brasil

Tel: +55 (11) 3674 2000

Hercules  Maimone

Hercules Maimone

Sócio e líder de Advisory, PwC Brasil

Tel: +55 (11) 3674 2000

Adriano  Vargas

Adriano Vargas

Sócio, Forensics, PwC Brasil

Tel: +55 (11) 3674 2000

Jonathas Gabardo

Jonathas Gabardo

Sócio, Consultoria Tributária e Societária, PwC Brasil

Tel: +55 (11) 3674 2000

Leandro Ardito

Leandro Ardito

Sócio, Auditoria e Asseguração, PwC Brasil

Tel: +55 (11) 3674 2000

Siga-nos