A nova fronteira do crédito

Pesquisa Fintechs de Crédito 2019

Conversamos com 43 fintechs de crédito sobre o panorama dos empréstimos digitais no Brasil. Descobrimos que, em conjunto, elas receberam mais de 6,4 milhões de pedidos de crédito de pessoas físicas em 2018, praticamente o dobro do ano anterior, e outros 276 mil de pessoas jurídicas – um aumento de 6,5 vezes no período. O total de crédito concedido cresceu quase 50%.

 

Ao todo, 79% dos clientes das fintechs brasileiras estão concentrados nas faixas de renda C, D e E. Quase dois terços têm de 26 a 47 anos. Entre os clientes pessoas jurídicas, 72% correspondem a empresários individuais, microempresas e empresas de pequeno porte (até 49 empregados).

Realizado em parceria com a Associação Brasileira de Crédito Digital (ABCD), o levantamento mostra que o segmento de fintechs no Brasil é formado por organizações jovens, em crescimento acelerado e concentradas na capital financeira do país, a cidade de São Paulo. Entre as empresas participantes do estudo, 65% se dedicam prioritariamente a empréstimos a pessoas físicas. Do total de clientes, 7% não têm acesso ao sistema bancário tradicional.

Solicitações de crédito recebidas

Pessoa física
Pessoa jurídica

 

Valor total dos créditos concedidos (R$ milhões)

A fonte de recursos de quase metade das fintechs de crédito pesquisadas (46%) se restringe ao capital próprio, mas o perfil de financiamento dessas empresas vem mudando gradualmente. Entre 2016 e 2018, aumentou de 20% para 60% a fatia de organizações que conseguiram fazer captações no mercado de capitais para financiar despesas operacionais, investimentos no desenvolvimento de produtos e serviços e a expansão das carteiras de crédito.

Principal fonte de investimento

Contatos

Lindomar Schmoller

Sócio e líder de Serviços Financeiros, PwC Brasil

Tel: +55 (11) 3674 3780

Luis Ruivo

Sócio, PwC Brasil

Tel: +55 (11) 3674 2812

Siga-nos