Skip to content Skip to footer
Search
br

Loading Results

Global Innovation Index 2018

Brasil avança em índice de inovação, mas ainda está em 64º lugar no mundo

O Brasil avançou cinco posições no ranking de economias mais inovadoras do mundo, mas ainda figura na metade inferior da lista de 126 países publicada anualmente pela Universidade de Cornell, pelo Insead e pela Organização Mundial da Propriedade Intelectual (OMPI), com a colaboração da Strategy&. O país subiu para o 64º lugar no ranking do Índice Global de Inovação (GII) e ocupa a 4º posição na região da América Latina e do Caribe, atrás de Chile, Costa Rica e México.

A China passou a figurar entre as 20 economias mais inovadoras, enquanto a Suíça manteve o primeiro lugar do ranking. Holanda, Suécia, Reino Unido, Cingapura, Estados Unidos, Finlândia, Dinamarca, Alemanha e Irlanda vêm em seguida.

Em sua 11ª edição, o GII é uma ferramenta quantitativa detalhada que ajuda tomadores de decisões em todo o mundo a entender melhor como estimular a inovação para impulsionar o desenvolvimento humano e econômico. O GII classifica as economias com base em 80 indicadores, como índices de registro de propriedade intelectual, criação de aplicativos móveis, gastos com educação e publicações científicas e técnicas.

Siga-nos