26ª Pesquisa Anual Global de CEOs

Destaques da Indústria de Consumo no Brasil

A maioria dos líderes do setor de Consumo no país estima que o ritmo da economia global vai se desacelerar nos próximos 12 meses  – a mesma expectativa da média dos CEOs de todas as indústrias no Brasil e no mundo.

Apenas 13% dos CEOs do setor no país acreditam em uma aceleração, em uma grande reversão em relação ao ano passado, quando 82% tinham essa opinião. Em relação ao próprio território, porém, o sentimento é diferente: 65% dos executivos da indústria de Consumo no Brasil apostam na aceleração do crescimento do país, uma expectativa bem mais positiva do que a média global (29%) e semelhante à média brasileira de todas as indústrias (66%). 

Os dados são da 26ª Global CEO Survey, a mais recente edição da nossa pesquisa anual com CEOs. O estudo ouviu mais de 4.400 executivos em 100 países e contou com uma participação recorde de líderes do Brasil. 

A pesquisa revela também que 29% dos CEOs do setor de Consumo no Brasil não acreditam que suas empresas serão economicamente viáveis por mais de uma década, se for mantido o rumo atual. Um percentual pouco menor do que o alcançado entre os CEOs de todas as indústrias (33%).

Para os líderes da indústria no Brasil, a instabilidade macroeconômica é considerada a principal ameaça nos próximos 12 meses. No total, 35% externaram essa preocupação, um resultado próximo à média dos CEOs brasileiros ouvidos para a nossa pesquisa (38%). Já a automação de processos e sistemas é a prioridade em investimentos (94%), seguido de upskilling da força de trabalho em áreas prioritárias (74%) e implantação de tecnologia – nuvem, IA e outras tecnologia avançadas – com 71%.

Baixe o arquivo e conheça mais resultados da 26ª Global CEO Survey sobre o setor de Consumo.

Contatos

Luciana Medeiros

Luciana Medeiros

Sócia e líder de Varejo e Consumo, PwC Brasil

Tel: 4004 8000