Cenário econômico

A economia global deve dobrar de tamanho entre 2016 e 2042. Os países emergentes se tornarão maiores e mais ricos, e a demanda por serviços crescerá.

Como entender a economia global

A economia global deverá dobrar de tamanho até 2032 e quase dobrar novamente até 2050. O PIB da China já ultrapassou o dos EUA em termos de paridade de poder de compra. A Índia é o terceiro gigante econômico global, à frente de Japão, Alemanha, Rússia, Indonésia e do Brasil, que esperamos subir para o quarto lugar, à frente do Japão.

À medida que as economias emergentes se tornam maiores e mais ricas, a demanda por serviços aumenta. Esse fenômeno já está moldando os mercados globais: em 2010, as economias emergentes gastaram mais do que o G-7 em serviços importados pela primeira vez desde que esse indicador começou a ser registrado de forma confiável.
 

O que isso significa para o seu negócio?

Essas tendências de crescimento de longo prazo apresentam muitas oportunidades e desafios. China, Índia, Brasil e outras economias emergentes se tornarão grandes mercados consumidores, não apenas centros de produção de baixo custo. E, com um crescimento anual projetado em apenas 2% nas economias avançadas, as empresas precisarão olhar cada vez mais para outros mercados.

O comércio crescente de serviços é uma área que parece especialmente promissora. Restrições de recursos naturais, como as relacionadas ao uso de energia e às mudanças climáticas, também impulsionarão a demanda por novas tecnologias mais verdes.

Mas os mercados emergentes podem ser lugares difíceis para se fazer negócios. A capacidade de compreender e adaptar-se às regras e costumes locais será essencial, assim como a estratégia de entrada correta e a escolha dos parceiros certos, quando for apropriado. Boas relações com governos locais e órgãos reguladores também serão cruciais. Em alguns casos, os melhores centros de produção podem não ser os maiores mercados consumidores.

Contatos

Siga-nos